Capa

Desistência de Coronel Ulysses eleva chances de Gladson ao governo, diz colunista


coluna do marcos dione

Todos querem saber o motivo 

Se teve algo que pegou a população acreana de surpresa, certamente foi a desistência do Coronel Ulysses de concorrer o cargo de governador. O militar deve ter o mínimo de consideração ao público que conquistou e esclarecer por qual motivo decidiu retirar o nome da disputa. É questão de honra.



Povo desacreditado e chateado

São inúmeras as pessoas que através das redes sociais alegam que se sentiram enganadas pelos discursos de Ulysses, que prometia priorizar o setor de segurança. Muitos alegam que já estavam certos em voltar nele, e que agora ficaram sem nenhuma opção que realmente represente a mudança tão esperada.

O choro da despedida

As lágrimas durante a convenção do PSL pode não ter sido de emoção, uma vez que ele provavelmente sabia que a candidatura não iria adiante. Como a alegação para a desistência foi a falta de dinheiro na conta do partido, Ulysses pode ter chorado por constatar que política não se faz apenas com discursos populistas. É preciso gastar, e muito.

A suplência falou mais alto

Se o Lyra Xapuri desistiu de concorrer ao governo pelo retorno do horário antigo do atendimento na Oca (sendo irônico), o Ulysses, segundo informações dos bastidores da política, desistiu por uma vaga de suplente de senador, que teria lhe sido prometida por Gladson Cameli.

Gladson surfando

Gadson poderá captar grande parte dos possíveis eleitores de Ulysses, uma vez quem o seguia o tinha como uma oportunidade de mudança e alternância de poder. Se Ulysses pulou do barco, restou o combate entre o “Camelim” e o “Chame Chame”, este último classificado pela maioria como “rei dos buracos”.

Previsão X opinião

Posso até errar, mas nada me tira da cabeça que Ulysses poderá ser o secretário de segurança pública caso Gladson Cameli assuma o governo em 2019. Competência para desempenhar tal função ele realmente tem. Acredito que ele seria um bom secretário, uma vez que não esconde dados, e muito menos culpa a imprensa pelo aumento da criminalidade.

Violência absurda

Esse primeiro dia de agosto foi marcado pela violência absurda em Rio Branco, 4 jovens foram assassinados, e outros 5 feridos a tiros em menos de 6 horas. Uma das vítimas foi um trabalhador que voltava para casa quando foi abordado por assaltantes, que o roubaram e ainda o mataram com três tiros.

Dias melhores

Os pais e mães de família e trabalhadores que lutam diariamente para o sustento de seus lares estão cada vez com mais medo. Hoje você sai de casa para ir na esquina comprar pão e não save se volta. A população anda aterrorizada, e anceia por dias melhores. Rio Branco pede #Paz.

 

Bom dia a todos!


Notícias Relacionadas