Siga-nos

Aguarde processando...

X

Sobrinhos são suspeitos de matar tio a golpes de estaca e barra de ferro após mãe ser agredida

G1

Três menores assumiram o crime. Genro da vítima também foi preso e polícia investiga o caso.

Dois jovens menores de idade são suspeitos de matar o tio, que era morador de rua, José Francisco Sena da Silva, de 47 anos. O crime ocorreu nesta segunda-feira (12), no bairro do Telégrafo, em Cruzeiro do Sul. A vítima foi morta a golpes de estaca de madeira e barra de ferro.

No Boletim de Ocorrência consta que a polícia foi informada que um homem estaria sendo agredido por ter furtado uma galinha, mas, quando chegou ao local, a vítima já estava caída no chão. Os PMs, então, chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) mas o homem já estava morto.

Quatro pessoas no total foram presas suspeitas do crime, sendo os dois sobrinhos da vítima, um vizinho e o genro. Francisco Mariano Sena da Silva, de 42 anos, irmão de Silva, disse que ela era morador de rua há 25 anos, usava drogas e costumava roubar a vizinhança.

“Ele tinha agredido dias atrás a minha irmã e causou muita indignação nos filhos dela e, nessa noite, ocorreu que ele veio na casa dela e fez mais um furto. Aqui no bairro ele furtava todas as casas, não tinha limite”, afirmou.

Sena disse ainda que o irmão foi linchado por várias pessoas. “Ele foi abordado por populares que correram atrás dele e bateram com um pedaço de madeira e eu cheguei lá na hora que ele já tinha morrido. Os meus dois sobrinhos disseram à polícia que também tinham agredido ele com pau e ferro”, afirmou.

O irmão da vítima falou ainda que os meus sobrinhos ficaram revoltados após o tia ter entrado na casa deles e agredido a mãe com um soco e por conta dos constantes furtos que ele praticava.

“Ele vivia na rua há muito tempo, nós ainda vamos na delegacia tentar ver os documentos dele, porque ele não tinha. O delegado ainda vai ouvir os acusados e ver o que realmente aconteceu”, complementou.

Objetos usados no crime foram apreendidos pela polícia  (Foto: Arquivo pessoal)

Objetos usados no crime foram apreendidos pela polícia (Foto: Arquivo pessoal)

Sena falou que a família está em choque com tudo o que aconteceu e que lamenta que os sobrinhos estejam envolvidos no crime.

“Estamos arrasados por ter sido meu irmão, minha irmã e meus dois sobrinhos, coisa que pode atrapalhar os estudos e a vida deles, vão ficar com essa marca na vida. Meus sobrinhos são dois adolescentes bons, só que eles ficaram indignados quando meu irmão bateu na mãe deles, foi no sangue do momento”, lamentou.

O tio disse ainda que não foram só os sobrinhos que agrediram o irmão. “Quando cheguei no local vi que muitas pessoas jogavam pedaços de madeiras e ferro nele. A polícia chegou e prendeu todos que estavam perto, inclusive meu genro que não teve envolvimento nenhum. Ele estava tentando apartar a confusão. A polícia chegou e prendeu os quatro acusados”, finalizou.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.