México é melhor lugar para estrangeira trabalhar, diz estudo


Noticias ao Minuto

Outros países citados são Myanmar, Cazaquistão e Camboja

 

Trabalhar fora do país é um desafio, ainda mais para as mulheres, afinal a diferença salarial é grande em alguns lugares do mundo. No entanto, segundo pesquisa realizada pela InterNations em 168 nações, os 10 melhores locais para as estrangeiras terem uma carreira profissional são: México, Myanmar, Camboja, Bahrein, Nova Zelândia, Cazaquistão, Grã-Bretanha, Estados Unidos, Quênia e Irlanda.

A classificação foi baseada no nível salarial, expectativas e satisfação pessoal com a perspectiva da carreira, além de horário de trabalho.



Mais da metade das mulheres que trabalham no exterior (51%) está satisfeita com as oportunidades de carreira. Mas, ao mesmo tempo, um terço delas (33%) declara que seu rendimento no exterior é inferior ao que teriam em um trabalho similar no seu país de origem. Com relação aos homens, somente um em cada quatro (25%) dizia o mesmo

Além disso, quase a metade das mulheres (47%) que se transferem ao exterior o fazem por um emprego autônomo.

Homens e mulheres em confronto:

Apesar de um quarto das mulheres (24%) que se transferem ao exterior o fazer por motivos ligados ao trabalho, isso ainda corresponde a 16 pontos a menos que os homens.

Contudo, quando se trata de motivação própria, as mulheres possuem grande engajamento, já que 11% das que emigraram declaram ter tido um trabalho no exterior como principal motivo de saída do país – somente dois pontos a menos que os homens (13%).

Além dos números, a pesquisa ainda revela preconceito e estereótipos antigos: uma mulher que busca satisfação profissional e carreira no exterior é ainda considerada uma pessoa “estranha”, como uma “fugitiva”. Com informações da ANSA.


Notícias Relacionadas