Siga-nos

Aguarde processando...

X

Vídeo mostra minutos antes do acidente que matou piloto em queda de ultraleve no Acre

REDAÇÃO CONTILNET

Luiz Carlos Alberto, que acompanhava o piloto no voo, segue internado em estado grave

Em vídeo registrado por Euzir Costa, piloto e vice-presidente da Federação Acreana de Paramotor (Fapmotor), é possível ver os minutos que antecederam a tragédia do último domingo (11), quando um ultraleve caiu no KM 9 da BR-364 em Rio Branco.

CONFIRA A GRAVAÇÃO:

 

O acidente, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF-AC), tirou a vida de Geliton Roque, 41 anos, e resultou na internação em estado grave de Luiz Carlos Alberto, de 40 anos. De acordo com informações da Aeronáutica, o acidente está sendo apurado pelo Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 7), órgão subordinado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira (FAB).

Costa detalhou que os dois faziam um voo de teste da asa e que Roque já fez um voo solo antes de testar o equipamento, sendo que o condutor reclamou da asa e disse que estava com dificuldades para pouso, mas que na decolagem e durante o voo não tinha tido problemas.

Ainda de acordo com Costa, a dupla já estava com ao menos um minuto de voo quando aconteceu o acidente. “Eles não chegaram a planar, caíram em queda livre e ainda com o motor acelerado, o que deixou tudo mais rápido ainda. Infelizmente aconteceu essa fatalidade, eles ficaram presos entre as ferragens e quando fui até a nave o Roque já estava em óbito. O outro tava com dificuldades de respirar, retirei o capacete e ele conseguiu voltar a respirar, mas ainda com dificuldade”, disse.

De acordo com Juci Nogueira, primo de Luiz Carlos Alberto, a vítima do acidente passou por duas cirurgias e segue internado em estado grave no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), com hemorragia e passível de uma terceira cirurgia.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.

%d blogueiros gostam disto: