Mensagem via whatsApp traz ameaça a secretários que não foram a evento do PT no AC



Mesmo em nome de Tião Viana, chefe da Casa Civil assumiu autoria.
Mensagem em grupo do WhatsApp vazou nesta quinta (10).
mensagem_governador_001Uma mensagem em nome do governador do Acre, Tião Viana, replicada em um grupo no WhatsApp de uma das secretarias, vazou na quinta-feira (10). Na postagem, Viana supostamente reclama e fala em demitir os secretários que não compareceram a um evento com o ex-ministro Gilberto Carvalho, ocorrido na quarta-feira (9), em Rio Branco, em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, investigado pela Operação Lava Jato.
Segundo o governo, a mensagem original teria sido publicada pelo telefone pessoal de Viana em um grupo composto apenas por secretários, sendo replicada em seguida aos outros servidores.
Apesar da mensagem ter partido do celular pessoal de Viana, a chefe da Casa Civil, Márcia Regina, assumiu a autoria do texto.

Márcia-Regina-Pereira-Casa-Civil

Márcia Regina, Chefe da Casa Civil do governador Tião Viana, afirma que usou o celular do governador

Márcia Regina, afirmou que costuma enviar comunicados por meio do celular do governador. “Ele não sabia do teor da mensagem. Às vezes, eu posto coisas do celular dele e fiz a postagem”, falou.
A reportagem entrou em contato com o governo do estado, pedindo um posicionamento a respeito da mensagem. A assessoria de comunicação disse que o governador não vai comentar o caso e que a porta-voz do assunto é a chefe da Casa Civil.
A assessoria informou ainda que não há nenhuma discussão sobre uma possível exoneração de Márcia. A secretária de Políticas para as Mulheres, Concita Maia, responsável por replicar a matéria no grupo, foi procurada pelo G1, mas não foi encontrada até a publicação desta matéria.
“Fiquei muito desapontado com os que não foram e não pediram aos amigos que fossem. Pelo que somos, o mínimo que eu esperava seriam mil pessoas”, diz um trecho na postagem a respeito da quantidade de servidores no evento.
“Não acho honesto estar no governo, em função de confiança, por outra razão. Portanto, quem não entendeu isso até aqui manifeste-se ou peça demissão. Na próxima, eu não aguardarei pedido, mas, sim, demitirei”, completa a mensagem supostamente assinada por Viana.
‘Não é ameaça’, diz chefe da Casa Civil



Márcia Regina, Chefe da Casa Civil, afirma que usou o celular do governador e nega ameaça.

Márcia Regina, Chefe da Casa Civil, afirma que usou o celular do governador e nega ameaça.

Márcia negou que tratar-se de uma ameaça de demissão. Ela disse que, apesar de ter exagerado na escrita, só estava enfatizando a relação de confiança que deve existir entre os gestores estaduais.
“Não é uma questão de ameaça, é lembrar que temos relações de confiança. Eu apenas quis enfatizar isso. Talvez, o tom não tenha sido o mais adequado, mas toda equipe tem que ter relação de confiança. Todo mundo que trabalha, se dedica, tem que estar junto em todos os momentos”, acrescentou.
Com informações G1 Acre


Notícias Relacionadas