Siga-nos

Aguarde processando...

X

Alan Rick participa de encontro com parlamento de Israel, em Brasília

Da Assessoria

índice

O deputado federal Alan Rick (PRB/AC) destacou a importância de fomentar as relações bilaterais entre o Brasil e Israel e de compartilhar experiências nas áreas de tecnologia e segurança, já que o país é referência mundial. A afirmação foi durante evento realizado pela Frente Parlamentar de Amizade Brasil-Israel, na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (25). “Participamos desta importante agenda do parlamento de Israel no parlamento brasileiro e reiteramos nosso apoio e nossa amizade a Israel”, disse o deputado.
A visita oficial do embaixador de Israel, Reda Mansour, do ministro da Embaixada de Israel, Lior Ben Dor, do Deputado Modi Ephraim, juntamente com outros membros israelenses faz parte da agenda da comitiva no Brasil. E, como presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família na Câmara dos Deputados, Alan Rick reiterou o apoio ao povo de Israel que, ao longo da história, vem sendo a nação que mais sofre com ataques terroristas.
“Hoje o mundo debate o combate ao terrorismo, se choca e se comove com os ataques ao ocidente. E Israel vem sofrendo ataques terroristas de vários grupos, como o Hezbollah e o Hamas, ao longo da sua pequena história como nação a partir de 1948, e essa situação precisa ser mais divulgada no Brasil”, afirmou Alan Rick.
O parlamentar ressaltou que Israel possui muita experiência na área de segurança e, como possui um solo com restrições produtivas naturais investe, por exemplo, em tecnologias de irrigação e exporta capacitação técnica e tecnológica no setor.
“O Brasil precisa andar de mãos dadas com esse país que pode nos ensinar muito, inclusive na questão de tratamento de água, avanços científicos e tecnológicos, piscicultura, dentre outros temas, além da nossa relação diplomática. Eles possuem pouquíssimo solo fértil, mas mesmo assim se sobressaem como uma nação rica, próspera e pacífica”, explica Alan.

Publicidade

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.