Secretário de Polícia Civil diz que invasores de delegacia serão responsabilizados


Da Assessoria

O secretário de Polidelegadocia Civil do Acre, delegado Carlos Flávio Portela informou que os populares que invadiram e lincharam a morte o preso Lucimar Bezerra, de 33 anos, serão responsabilizados dentro da Lei.
O linchamento seguido de morte ocorreu na manhã desta quarta-feira (18) dentro de uma cela da delegacia do município de Bujari, cidade distante cerca de 22 quilômetros de Rio Branco.
O acusado de estuprar e matar a dona de casa Jardineis da Silva, de 25 anos, e a filha dela, um bebê de apenas seis meses de vida que teve a cabeça esmagada e enterrada em um matagal.
“As pessoas podem responder também por crime de multidão, crime coletivo. Pode diminuir um pouco por causa do clamor, mas vão responder nos termos da lei. Isso a gente não pode aceitar que seja olho por olho dente por dente.”
O delegado diz acreditar que a população agiu pelo sentimento de impunidade, mas o correto seria que a população se mobilizasse junto ao Congresso que é a instituição possível de mudar as leis brandas que causas “sentimento de impunidade”.
Carlos Flávio declarou que no momento da invasão havia somente sete policiais entre civis e militares na delegacia, o que tornou-se impossível conter uma multidão de cerca de 60 pessoas armadas de faca, terçado e foices.


Notícias Relacionadas