Jovem saudita de 21 anos preso por protestar contra o governo será degolado e crucificado em praça pública


Do R7

mundo-

Ali Mohammed al-Nimr foi detido aos 17 anos em uma manifestação pacífica
Com apenas 17 anos de idade, o jovem saudita Ali Mohammed al-Nimr foi condenado à morte por protestar contra o governo de seu país. Com todos seus recursos negados, ele pode ser executado a qualquer momento
Atualmente com 21 anos, Ali aguarda o momento em que será decapitado e terá seu cadáver crucificado em praça pública durante três dias
O jovem Ali era apenas um estudante do ensino médio quando foi preso em 2012 por participar de um comício pró-democracia em Qatif, no leste da Arábia Saudita. Na ocasião, a polícia reprimiu brutalmente os manifestantes
As autoridades acusaram Ali de ter participado do protesto, ensinando primeiros-socorros aos manifestantes e usando seu celular para convocar mais pessoas ao ato. A polícia também o acusou de portar uma arma, o que sua família nega
Dois anos depois, Ali foi sentenciado à morte pelo Tribunal Penal Especializado do país. A Corte costuma julgar suspeitos de terrorismo e ativistas dos direitos humanos
Além disso, uma fonte saudita afirmou ao Daily Mail que o governo do país está querendo fazer de Ali “um exemplo”, por conta do ativismo do tio do jovem, Sheikh Nimr al-Nimr, um clérigo xiita que também foi condenado à morte por falar contra os líderes wahhabistas da Arábia Saudita


Notícias Relacionadas