Homens e crianças se cortam com espadas em ritual no Oriente Médio


Do R7/Fotos: Reprodução/Reuters

Ashura é um ritual muçulmano que lembra morte do neto de Maomé
No dia 24 de outubro, é realizado nos países muçulmanos um ritual – Ashura – para lembrar da morte de Imam Hussain, neto do profeta Maomé, morto na Batalha de Kerbala no século 7
Muçulmanos xiitas comemoram a data se autoflagelando, fazendo marcas nas próprias testas com facões e espadas
O ato é considerado uma homenagem ao sacrifício de Hussain
As crianças também participam do rito, que é considerado um dos dias mais importantes do calendário islâmico
A Ashura é comemorada pela população muçulmana em países como Iraque, Irã, Turquia, Bahrein, Líbano, Paquistão e Índia
Apesar da aparente violência, a comemoração é pacífica e feita com respeito e devoção
Apenas os muçulmanos xiitas homenageiam o martírio de Imam Hussain se autoflagelando. Os sunitas fazem jejum e ficam de luto neste dia.


Notícias Relacionadas