Empresario do Acre vitima de erro médico morre em SP após 27 dias de agonia



IMG-20150929-WA0049-300x202O empresário Helano Moniz morreu na noite desta terça-feira (29) no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, após 27 dias de agonia. Uma equipe médica do hospital entregou o atestado de óbito aos familiares que acompanhavam Moniz.

A agonia do empresário começou no dia 2 de setembro no Hospital das Clínicas de Rio Branco. Além do intestino perfurado pela equipe liderada pelo cirurgião Nilton Guiotti, o paciente também teve a uretra perfurada pela equipe de enfermagem durante transplante em que doava o rim para o irmão dele, Heven Moniz.



“Os médicos entregaram uma atestado de óbito e agora nós vamos querer que o hospital realize uma autópsia. Já falei com a esposa do Helano a respeito. Nós não sabemos o que causou a morte. Nós queremos saber o que aconteceu numa operação que resultou na morte do pai de duas crianças, que decidiu doar o rim para salvar a vida do irmão dele. Helano foi submetido a uma cirurgia e os médicos nunca deram nenhuma explicação à família”, afirmou o empresário George Pinheiro, tio de Helano.


Notícias Relacionadas